SAUDAÇÕES E BOAS VINDAS

LOUVADO SEJA NOSSO SENHOR JESUS CRISTO! PARA SEMPRE SEJA LOUVADO!

Caríssimos e amados irmãos e irmãs em Nosso Senhor Jesus Cristo! Sêde BEM-VINDOS!!! Através do CATECISMO, das HOMILIAS DOMINICAIS e dos SERMÕES, este blog, com a graça de Deus, tem por objetivo transmitir a DOUTRINA de Nosso Senhor Jesus Cristo. Só Ele tem palavras de vida eterna. Jesus, o Bom Pastor, veio para que Suas ovelhas tenham a vida, e com abundância. Ele é a LUZ: quem O segue não anda nas trevas.

Que Jesus Cristo seja realmente para todos vós: O CAMINHO, A VERDADE, A VIDA, A PAZ E A LUZ! Amém!

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

CATECISMO SOBRE A PRESENÇA REAL,dado pelo Santo Cura d'ARS

   Nosso Senhor está ali escondido à espera de que o venhamos visitar e fazer-lhe os nosso pedidos. Vede como Ele é bom!  Acomoda-se à nossa fraqueza... No céu, onde estaremos triunfantes e gloriosos, vê-Lo-emos em toda a sua glória; se Ele se apresentasse agora com essa glória diante de nós, nós nem ousaríamos aproximar-nos d'Ele; mas Ele se oculta como uma pessoa que estivesse numa prisão, e diz-nos: "Vós não me vedes, mas isto não importa! Pedi-me tudo o que quiserdes, eu vo-lo concederei" Ele está ali no seu sacramento de amor a suspirar e a interceder incessantemente junto a seu Pai pelos pecadores. A que ultrajes não está exposto para ficar no meio de nós? Está ali para nos consolar; por isso devemos visitá-Lo amiudadamente. Quanto um quarto de hora que roubamos às nossas ocupações, a algumas inutilidades, para virmos visitá-Lo, exorá-Lo, consolá-Lo de todas as injúrias que recebe, lhe é agradável! Quando Ele vê virem com afã as almas puras, sorri-lhes... Elas vêm com esta simplicidade que tanto lhe agrada, pedir-lhe perdão para todos os pecadores, dos insultos de tantos ingratos. Que felicidade não sentimos na presença de Deus, quando nos achamos sós a seus pés, diante dos santos tabernáculos!... "Eis, minha alma, redobra de ardor! Estás sozinho para adorar a teu Deus; os seus olhares repousam sobre ti só..."Esse bom Salvador é tão cheio de amor por nós que nos procura por toda parte!...
   Atentai, meus filhos, quando acordardes à noite, transportai-vos em espírito para diante do tabernáculo, e dizei a Nosso Senhor: "Meu Deus, eis-me aqui! venho adorar-Vos, louvar-Vos, bendizer-Vos, agrdecer-Vos, amar-Vos, fazer-Vos companhia com os anjos!... Dizei as orações que souberdes, e se vos achardes na impossibilidade de rezar, escondei-vos por detrás do vosso bom anjo, e encarregai-o de rezar em vosso lugar.
   Meus filhos, quando entrardes na igreja e tomardes água benta, quando levardes a mão à fronte para fazer o sinal da cruz, olhai para o tabernáculo: Nosso Senhor Jesus Cristo entreabre-o no mesmo momento para vos abençoar.
   Ah! se nós tivéssemos os olhos dos anjos, vendo a Nosso Senhor Jesus Cristo que está aqui presente nesse altar, e que nos olha, como o haveríamos de amar! Não quereríamos mais separar-nos d'Ele; quereríamos ficar sempre a Seus pés; seria um antegozo do céu; tudo o mais se nos tornaria insípido. Mas vede!... é a fé que falta. Nós somos uns pobres cegos; temos névoa nos olhos. Só a fé poderia dissipar essa névoa. Daqui a pouco, meus filhos, quando eu segurar Nosso Senhor nas mãos, quando o bom Deus vos abençoar, pedi-lhe, pois, que vos abra os olhos do coração; dizei-Lhe como o cego de Jericó: "Senhor, fazei que eu veja!"Alcançareis certamente o que desejais, porque Ele quer a vossa felicidade. Ele tem as mãos cheias de graças. procurando a quem distribuí-las, ai! e ninguém as quer!... Ó indiferença! ó ingratidão!... Meus filhos, nós somos demasiado infelizes de não compreendermos estas coisas! Compreedê-la-emos bem uma vez, mas já não será tempo!...
   Nosso Senhor está ali como vítima... por isso reparai! uma oração bem agradável a Deus é pedir à Santíssima Virgem que ofereça ao Pai eterno Seu divino Filho, todo sangrento, todo dilacerado, pela conversão dos pecadores: é a melhor oração que se possa fazer, visto que afinal todas as orações se fazerm em nome e pelos merecimentos de Jesus Cristo. Meus filhos, escutai bem isto: todas as vezes que eu alcancei uma graça, pedi-a dessa maneira; isto nunca falhou. Quando fizerdes a sagrada comunhão, deveis ter sempre uma intenção, e dizer, no momento de receber o Corpo de Nosso Senhor: "Ó meu bom Pai que estais no céus, ofereço-Vos neste momento Vosso querido Filho, tal qual o tiraram, como o desceram da cruz, como O depositarm nos braços da Santíssima Virgem, e como ela Vo-LO ofereceu em sacrifício por nós. Ofereço-Vos o Seu santíssimo Corpo, e pela boca de Sua Santíssima Mãe rogo-Vos a remissão dos meus pecados, a fim de alcançar tal ou tal graça: a fé, a caridade, a humildade..."
  Devemos ainda agradecer a Deus todas essas indulgências que nos purificam dos nossos pecados. Mas não se lhes presta atenção. Anda-se sobre as indulgências, poder-se-ia dizer, como depois da ceifa se anda por sobre os molhos de trigo. Vede: sete anos e sete quarentenas ouvindo o catecismo, trezentos dias recitando as Ladaínhas da Santíssima Virgem, a Salve Raínha, o Angelus. Enfim, Deus multiplica as suas graças: por isto, como sentimos, no fim da nossa vida, não as termos aproveitado!
   Quando estivermos diante do Santíssimo Sacramento, em vez de olharmos em derredor de nós, fechemos os olhos e abramos o coração; Deus abrirá o Seu. Nós iremos a Ele, Ele virá a nós, um para pedirr , o outro para conceder: será como o sopro de um a outro. Quanta doçura não achamos em nos esquecermos para buscar a Deus!.
   É como nos primeiros tempos em que eu me achava em Ars... Escutai bem isto, meus filhos: havia um homem que nunca passava diante da igreja sem entrar. De manhã, quando ia para o trabalho, à tarde, quando voltava, deixava à porta a pá e a picareta, e ficava longo tempo em adoração diante do Santíssimo Sacramento. Oh! eu gostava bem disto!...Perguntei-lhe uma vez o que é que ele dizia a Nosso Senhor durante as longas visitas que lhe fazia. Sabeis o que ele me respondeu: "Oh! senhor Cura, eu não digo nada a Ele. Eu olho para Ele e Ele olha para mim!..." ( Aqui as lágrimas interrompiam a voz do santo catequista). E ele prosseguia: "Como é belo, meus filhos, como é belo!!!"
   Os santos perdiam-se para não verem senão a Deus, não trabalharem senão para Ele. Esqueciam todos os objetos criados para só acharem a Ele: é assim que se chega ao céu...

Nenhum comentário:

Postar um comentário