SAUDAÇÕES E BOAS VINDAS

LOUVADO SEJA NOSSO SENHOR JESUS CRISTO! PARA SEMPRE SEJA LOUVADO!

Caríssimos e amados irmãos e irmãs em Nosso Senhor Jesus Cristo! Sêde BEM-VINDOS!!! Através do CATECISMO, das HOMILIAS DOMINICAIS e dos SERMÕES, este blog, com a graça de Deus, tem por objetivo transmitir a DOUTRINA de Nosso Senhor Jesus Cristo. Só Ele tem palavras de vida eterna. Jesus, o Bom Pastor, veio para que Suas ovelhas tenham a vida, e com abundância. Ele é a LUZ: quem O segue não anda nas trevas.

Que Jesus Cristo seja realmente para todos vós: O CAMINHO, A VERDADE, A VIDA, A PAZ E A LUZ! Amém!

terça-feira, 22 de novembro de 2016

COLÓQUIO COM JESUS SOBRE O PURGATÓRIO


A ALMA:  Aqui estou novamente pela vossa graça, ó meu bom Jesus. Nesta visita a Vós aí bem pertinho de mim realmente presente no Santíssimo Sacramento sob às espécies de Pão, hoje quero ouvir  de Vós, no meu íntimo, vossas palavras consoladoras sobre o Purgatório. No último colóquio muito me consolastes! E realmente só Vós podeis consolar-me. Ó Jesus, mesmo sabendo que as almas do Purgatório voarão um dia para o Céu, quando medito naquelas palavras de Jó que a Vossa Santa Igreja coloca na boca das benditas almas do Purgatório: "Compadecei-vos de nós, compadacei-vos de nós pelo menos vós que sois nossos amigos" fico muito comovido e penso em fazer o máximo por elas.

JESUS: Minha filha, é verdade que existe o Purgatório, e é verdade que muitas almas vão para lá expiar os seus pecados veniais e as penas temporais que são como que restos de seus pecados perdoados pelo sacramento de minha Misericórdia, a Penitência,  mas que não foram inteiramente reparados a tempo na terra. Mas não é menos verdade que tu podes, com as tuas boas obras, aliviar as suas penas e apressar-lhes a hora da libertação. Pede-me, portanto, por aquelas almas padecentes, e fica sabendo que o teu desejo de as ver livres daquelas penas é nada em confronto com o ardente desejo que Eu tenho de as chamar para o Paraíso. Pede-me, ora incessantemente, e eu te ajudarei sempre numa obra de caridade tão bela. Vê: Eu estou aqui no Tabernáculo à tua disposição: não tens mais que tomar o meu Sangue e oferecê-Lo à justiça de meu Pai por aquelas almas... e crê que este Sangue fala mais alto no Céu que o do justo Abel sobre a terra. É sobretudo com a comunhão e com a Missa que podes tratar eficazmente a causa dos teus queridos mortos, porque então não és tu somente a orar, mas oro também Eu contigo, oro com as minhas chagas, com as minhas agonias, com a minha morte; e tu não sabes o poder que têm sobre o coração de meu Pai as orações eucarísticas do seu Filho! Alma querida, quando fazes a Comunhão ou assistes à Missa, as almas do Purgatório, principalmente as que te pertencem, olham-te lacrimantes, mas confiadas em que tu as queiras aliviar. Oh! se visses então como te olha a alma de tua mãe, de teu pai, aquelas almas que tu tanto amaste e choraste sobre a terra!... o teu coração certamente se enterneceria de compaixão e piedade, e não serias avara para com elas, fazendo o mínimo, mas o máximo. E almas sobremodo amigas de meus sacerdotes, como sois felizes em poder fazer o máximo: celebrar santas Missas pelas almas do Purgatório!!! Prometeste aos vossos entes queridos quando estavam para morrer, que jamais os esquecerias, que havias de orar sempre por elas... Talvez não chegastes a falar, mas do fundo do coração, fizeste este propósito: haverias de orar sempre por suas almas... Ora muito, portanto, por aquelas pobrezinhas, ora para dares também ao meu Coração a consolação de poder abraçá-las quanto antes no Paraíso. A caridade que usares para com elas ser-te-á recompensada já durante a vida, na hora da morte, e quando também tu estiveres no Purgatório; mas o prêmio mais belo tê-lo-ás quando, por tua vez, puseres o pé no limiar do Paraíso. Então Eu irei ao teu encontro, manso, jubiloso e sorridente, mas não estarei só. Comigo irá uma bela plêiade de almas que tu logo reconhecerás... as almas dos teus caros, aquelas almas que tu tanto choraste, que tanto amaste... uma a uma irão encontrar-te... e tu as abraçarás, as estreitarás de encontro ao coração para não te separares delas jamais. Oh! como encontrarás belos aqueles rostos, como serenas aquelas frontes, como encantadores aqueles sorrisos! Quando viste pela última vez os teus caros, estavam desfeitos pela dor, pela agonia, pela morte! mas então os verás felizes, bem-aventurados... e para sempre...!!!


A ALMA:  Como tenho que agradecer a Vós!!! Sois nosso Salvador! Por isso temos esta firme esperança, esta consolação sem par. Meu doce Jesus, na próxima visita que vou fazer a Vós aqui no Tabernáculo, ousaria pedir que continueis a falar-me sobre esta felicidade inefável no encontro convosco e com as almas bem-aventuradas lá na Jerusalém Celeste, na Pátria do Repouso Eterno. Meu Jesus, para isto peço-Vos a graça de aproveitar o melhor possível de minha vida para Vos amar de todo coração. Sois o único digno de todo o meu amor!!! Sois Deus e Vos fizestes Homem para poder me salvar. Sou constrangido a dizer com São Paulo que quem não vos amar, que seja anátema. Meu Jesus, eu Vos amo, mas aumentai o meu amor. Amém!

Nenhum comentário:

Postar um comentário